Eu escolhi não compartilhar

Sou daquelas que acredita que as coisas que fazemos, falamos e compartilhamos carregam uma energia consigo e quanto mais atenção damos a elas, mais forte ficam. Por que estou falando sobre isso? Porque hoje li uma notícia dizendo que a justiça havia condenado alguns usuários do Facebook por terem curtido e compartilhado certo conteúdo na rede. O que quero conversar com vocês não é se a lei é certa ou errada, se a sentença foi ou não bem aplicada, mas sobre o compartilhamento de coisas que consideramos ruins.

study social media users.si  Eu escolhi não compartilhar

Infelizmente o Facebook nos dá uma falsa sensação de cidadania e, como se tivéssemos super poderes, todos nós nos sentimos super heróis quando compartilhamos algo que não gostamos, comentando sobre o quanto aquilo nos revolta e nos faz mal.

A pergunta que faço é: Você vai conseguir mudar aquela situação específica se compartilhar o conteúdo? Por exemplo, compartilhar um gatinho sendo torturado no exterior ou crianças dançando sexualmente muda a situação deles diretamente? Normalmente a resposta é não, infelizmente.

Nós apenas jogamos, para nossos amigos e conhecidos, uma imagem ruim de alguém sofrendo ou de algo que não nos faz bem ao assistir. Se você não consegue mudar aquela situação diretamente, não há porque compartilhar.

Quando, em outro exemplo, recebemos, involuntariamente, o conteúdo de uma menina fazendo sexo, independente da forma, temos a escolha de passar para frente e fazer essa menina sofrer de uma forma terrível, ou denunciar o conteúdo, de forma discreta, para autoridades que possam punir os responsáveis por essa violação de privacidade.

Good Choice Bad Choice Eu escolhi não compartilhar

Quando compartilhamos algo ruim, mesmo que tenhamos a intenção boa de manifestar revolta, infelizmente só propagamos a energia negativa que aquilo carrega, damos força para as pessoas ruins que o postaram em primeiro momento e geramos ódio através da nossa postagem.

“Aaaaaai Ana, mas a sua solução é nós ignorarmos o que existe de ruim no mundo?” Não. Em nenhum momento eu disse para ignorarmos o mal, pois nós sabemos que ele existe e isso é jogado na nossa cara de todas as formas, todos os dias. O que digo é que ao invés de darmos holofote ao mal, que lutemos pelo bem. 

Não aprova a forma como as crianças estão sendo criadas? Crie seu filho da melhor forma possível, saiba que você está educando um cidadão com valores ligados ao amor e respeito.

Fica extremamente triste ao ver animais sendo torturados? Participe/apoie/divulgue ONGs que cuidam de animais que sofrem maus tratos. Adote.

kid with dog Eu escolhi não compartilhar

Foi testemunha de algo errado na rua? Denuncie às autoridades, procure alguém ou alguma forma de resolver o problema naquele momento.

Não há por que rir de um vídeo de um cidadão pobre que mal sabe pronunciar alguma palavra ou não sabe fazer contas. Essa pessoa é uma vítima e não alguém que está ali para entreter você. Voluntarie-se para melhorar o seu redor.

Lute e compartilhe conteúdo de causas nobres que protejam minorias. Apoie/faça boas ações constantemente na sua vida. Lute pelo bem.

Esses são apenas alguns exemplos, há muitas formas de melhorar a mundo em que vivemos. Devemos entender que para que a situação mude em grande escala, devemos mudar primeiro ao nosso redor.

African American baby girl with a big smile Eu escolhi não compartilhar

Foi pensando nisso que eu escolhi não compartilhar. Não compartilho conteúdo ruim, pesado, ofensivo ou pejorativo. Luto contra o mal compartilhando o bem. O que acha de fazer o mesmo?

Treino na academia: Você está fazendo isso errado

Essas pessoas não fazem a mínima ideia do que estão fazendo na academia. Espero que elas estejam se divertindo pelo menos. Confesso que quando comecei a fazer a academia me sentia exatamente assim.

how to use the gym 01 Treino na academia: Você está fazendo isso errado

how to use the gym 34 Treino na academia: Você está fazendo isso errado

how to use the gym 02 Treino na academia: Você está fazendo isso errado

how to use the gym 27 Treino na academia: Você está fazendo isso errado how to use the gym 05 Treino na academia: Você está fazendo isso errado how to use the gym 10 Treino na academia: Você está fazendo isso errado

how to use the gym 33 Treino na academia: Você está fazendo isso errado

how to use the gym 12 Treino na academia: Você está fazendo isso errado how to use the gym 16 Treino na academia: Você está fazendo isso errado

how to use the gym 30 Treino na academia: Você está fazendo isso errado

how to use the gym 19 Treino na academia: Você está fazendo isso errado how to use the gym 31 Treino na academia: Você está fazendo isso errado

Só depois não pode reclamar que não vê resultado né? Santos professores que nos ajudam na academia! Beijo pro povo da ACM que sempre me ajuda quando estou fazendo uma besteira dessas!!

 

 

 

Brincando de tatuagem

IMG 3159 Brincando de tatuagem

Estava revirando as minhas fotos antigas aqui do computador e achei as fotos da tatuagem de um ex colega de trabalho meu. Ele tinha uma tatuagem na mão e sentava do meu lado. Obviamente a tatuagem dele não seria a mesma para sempre!

IMG 3089 Brincando de tatuagem IMG 3158 Brincando de tatuagem IMG 3307 Brincando de tatuagem IMG 3017 Brincando de tatuagemIMG 32361 Brincando de tatuagemO melhor foi o comentário no dia seguinte “eu não entendia por que as pessoas estavam me olhando estranho no metrô, até lembrar dos desenhos que eu desfilava por aí”

O vinho na estante

Play:

Já é tarde da noite, chove lá fora e dentro de mim faz mais frio que o próprio inverno que já se despediu. Há uma garrafa de vinho na estante e penso em bebê-la apenas para relaxar, ouvir jazz, olhar para o teto e pensar na vida,  porém penso o quanto seria melhor dividi-la com alguém, ouvir jazz e olhar para o teto durante o sexo apaixonado, quente e de completa entrega.

alcohol black and white cigarette drinking drunk Favim.com 420697 O vinho na estante

Guardo o vinho. “Nunca se sabe o dia de amanhã” me consolo e tento afirmar para mim mesma que o amor está ali, na próxima esquina, esperando para me encontrar.

Consolo-me em vão, pois sei que o dia de amanhã será vazio, cheio de rotina e encontro com pessoas fúteis de atitudes inúteis que não conseguirão nem ao menos fazer um sorriso sincero brotar em minha boca. Se ultimamente minha boca não tem sorrisos sinceros, quem dirá beijos e palavras de amor?

Estou sozinha há muito tempo, há mais tempo que gostaria e me encontro sem perspectiva de mudar. Será que sou exigente demais? As pessoas dizem que devo baixar meus padrões. Será que é isso mesmo? Devo me contentar com alguém que me trate pior que mereço, que se entrega menos que eu ou não compartilha da mesma ideia de amor que a minha? Não. Eu me amo e o mínimo que mereço é alguém que possa me complementar. Não completar, pois completa sou por mim mesma. Complementar minha vida, estar ao meu lado, crescer junto e adicionar ao que já é completo.

É triste pensar que ainda não consegui encontrar o amor apenas por me amar demais, mas ao mesmo tempo é muito feliz saber que cheguei ao ponto de escolher estar perto apenas do que me faz bem.

Não acredito nesse amor estranho que vejo por aí, em que as pessoas praticamente lutam entre si para amar. Amor que ameaça não é amor. Amor que mendiga não é amor. Amor que sofre não é amor. Amor que dói não é amor.

hug2 O vinho na estante

Não quero amor de novela ou para ser exibido em redes sociais. Quero o amor simples, a ideia de estar perto de uma pessoa porque há similaridade de ideias e convicções. O amor simples que dá carinho sem esperar nada em troca. O amor que não tem ciúmes, pois confia e não tem medo de perder. O amor simples que se diverte fisicamente e faz sexo pelo momento de prazer mútuo. O amor que não tem medo de envelhecer. O amor que não domina, mas coexiste.

Não sei se o amor que coexiste realmente existe, mas enquanto isso deixo o vinho guardado e planejo abri-lo com a pessoa certa, embora saiba que, muito provavelmente, será aberto na próxima crise existencial.

wine by kika1234 d32hla2 O vinho na estante