O Café e o Livro

café + livro O Café e o Livro

Se quiser aperta o play:

Fazia tempo que eu não tinha uma noite de insônia dessas, nem enquanto estava na cidade que não dorme era assim. Mesmo com som de carros, sirenes e bêbados pela rua, eu dormia feito pedra, mas dessa vez passei a noite em claro. Tudo me incomodava e me mantinha acordado. Os cobertores estavam pesados demais, o barulho do vento nas árvores era irritante e eu não conseguia ficar confortável em posição nenhuma.

Olhei para o lado e ela dormia com a mesma serenidade de sempre. Estava no mundo dos sonhos, o seu declarado lugar favorito. Decidi não incomodá-la com minha inquietude e fui para ocupar o meu ócio insone.

Eu adorava as nossas viagens no tempo, a chalé era ida garantida para o passado. Sem celulares, sem distrações e sem tecnologia, só o básico para entretenimento em dias de chuva. Peguei uma fita de um faroeste em preto e branco e coloquei no velho vídeo-cassete que funcionava como novo. Assisti uns três filmes até os pássaros começarem a cantar e o sol iluminar a sala.

Fui até a varanda, peguei meu livro e acendi um cigarro, olhei para o horizonte e ainda impressionado pelo cenário que via, pensei nela.

Lembro exatamente da primeira vez que a vi. Lembro tão bem que nem acredito que já se passaram 8 anos. Estava no jardim do campus da universidade com suas amigas e era a mais desarrumada de todas, mas a que mais chamava a atenção. Não sei o que tinha, mas brilhava muito além do que eu podia imaginar. Fiquei namorando aquela moça de longe, sem coragem pra me apresentar ou conversar.

E se ela me achasse um idiota? Será que eu iria falar besteira? Ela tinha cara de quem gostava de cara machão e eu não era do tipo mais másculo que existia. Sou daquela linha sensível que prefere as músicas mais lentas do Led Zeppelin e não curte muita aglomeração. Gosto muito mais de ler um livro, na minha, sentado em qualquer canto que tenha algo verde.

Fiquei nessa de amor platônico até encontrá-la em uma festa alguns meses depois. Eu não conhecia ninguém e ela, aparentemente, conhecia todo mundo. Transitava de grupo em grupo, ria alto e gesticulava muito. Até que veio diretamente a mim.

- Você é o único que não está conversando com alguém e é por isso que quero conversar com você.

Paralisei, não conseguia responder nada ou emitir qualquer som. Fiquei impressionado com aqueles olhos gigantes, que me encaravam e sorriam por si só. Eu não tinha certeza que aquilo realmente estava acontecendo. Depois de alguns segundos, que pareceram durar uma eternidade, consegui finalmente responder:

- Por quê?

Continue reading

O Livro e o Café

 

tumblr n8ple0hoI41sg3qr6o1 500 O Livro e o Café

Se quiser, aperta o play:

Acordei com o som dos pássaros e o vento frio que entrava pela janela balançando as cortinas. Pelo sol que iluminava o quarto já devia ser tarde, olhei para o lado e ele não estava lá. Sentei na cama e esfreguei os olhos. Suspirei, olhando as paredes de madeira do nosso chalé cheio de história.  As roupas jogadas naquela cadeira velha que sua mãe nos deu de presente, os porta retratos com fotos de viagens passadas e o nosso toca discos, já aposentado por ter a agulha quebrada e sempre esquecermos de comprar outra.

Vesti aquela minha blusa comprida de lã, coloquei minhas meias e já me senti vestida o suficiente, fui para a cozinha fazer um café e tentar entender o que estava acontecendo. Chamei por ele, mas acho que não ouviu. O silêncio era mais que ausência de som, era presença de algo que nem eu, nem ele sabíamos explicar, apenas sabíamos que estava lá, quase que como uma terceira pessoa nos acompanhando na viagem.

Estávamos juntos há 7 anos. Não éramos casados oficialmente, mas morávamos juntos há muito tempo e tínhamos uma vida construída a dois. Já éramos donos de uma casa, dois gatos, um cachorro e um chalé. Não engravidamos por pura falta de interesse de ambas as partes. Nunca rejeitamos a ideia, mas simplesmente não aconteceu. Sempre fomos companheiros e crescemos muito juntos, mas algo havia mudado. Tudo parecia certo, mas algo sentia errado.

Continue reading

Desapegar É Só Começar!

Vicking 0759 FTP Desapegar É Só Começar!

 

Blog legal, né? Navegar nas suas páginas preferidas sempre traz alguma coisa nova, alguma ideia pra deixar sua vida mais interessante. É exatamente isso que a OLX faz por você: abre espaço na sua vida, desocupa espaço na sua casa e você ainda ganha uma graninha extra. Sabe como? A gente explica.

Na OLX você anuncia grátis tudo que não usa mais. Dê uma olhada na sua casa. Tem muitas coisas que você não usa mais e que valem uma grana. Já pensou que delícia descobrir que agora vai dar para fazer aquela viagem no fim de semana?

Comprar aquele sapato novo, dar aquela renovada no penteado? Descobrir o valor dos seus produtos usados é inteligente nos dois sentidos, pois além de render grana para você, dá uma nova vida aos seus produtos. Bacana, né? Então desapega! É fácil e muito rápido.

viking1 Desapegar É Só Começar!

Siga as nossas dicas:

Você escolhe do que vai desapegar (pode ser um celular antigo, notebook, bicicleta, móveis, objeto de decoração… tem uma infinidade de coisas pra vender), capricha nas fotos, coloca uma descrição bem bacana (quanto mais detalhes, melhor), compara preços com pessoas que estejam vendendo a mesma coisa que você na OLX e… pronto! Seu anúncio está no ar para mais de 26 milhões de usuários na OLX.

Com a OLX, desapegou, vendeu.

Desapegar faz um bem danado, sabia? É o tipo da coisa que a gente se pergunta por que não começou a fazer antes. Só tem vantagem! Se você já chegou a conclusão de que não vai mais usar alguma coisa, experimente a OLX e compartilhe sua experiência com a gente na nossa fan page da OLX.

Tá esperando o quê? Baixe agora o aplicativo no seu celular! Fotografou, publicou, desapegou.

 

Venda tudo na OLX. É rápido e grátis. Vai ficar aí parado? DESAPEGA!