Motivacional

Perdão

– Me perdoa, por favor? Eu preciso do seu perdão.  Preciso que me perdoe por todas as vezes que não te valorizei como devia. Me perdoa por todas as vezes que te responsabilizei pelas atitudes dos outros. Por favor, me perdoa por todas as críticas que fiz ao seu corpo. Preciso que você me perdoe por não ter acreditado em você. Perdão por ter desistido de você no momento em que você mais precisava. Perdão por todas as vezes que te massacrei te culpando por erros cometidos no passado. Me perdoa, por favor?

Essas foram as frases ditas por ela enquanto se apoiava na pia e olhava o espelho. Até parecia um ensaio para alguma conversa futura, mas não. Bastou apenas uma frase para as suas dores passarem. Ainda olhando para o espelho, respondeu:

– Sim, eu te perdoo.

E assim encontrou um dos sentimentos mais lindos que já viveu. O autoperdão.

jhene-aiko-in-the-mirror

 

Sim, é importante perdoar todos os que lhe fizeram mal e tudo de ruim que aconteceu com você até agora. Sei que é difícil. Acredite, eu sei muito bem, mas guardar rancor é como engolir uma bomba-relógio que, em algum momento, vai explodir. O perdão é uma das atitudes mais lindas e libertadoras do ser humano, porém, além de perdoar os outros de coração aberto é extremamente necessário aprender a perdoar a si mesmo.

A vida é difícil e nós sabemos disso, as pessoas são cruéis e nós sabemos disso também.  Muitas vão tentar fazer com que você desenvolva desprezo por você, para que elas sintam-se bem em relação a elas mesmas. Elas criticarão os teus medos e inseguranças e você começará a se culpar por senti-los. Você cometerá erros, como qualquer outro ser humano, mas se martirizará por te-los cometido. Essas pessoas criticarão o teu corpo, fazendo você esquecer que ele é reflexo de como você se encontra no momento e quem tem que amá-lo ou modificá-lo é apenas você. Com o tempo você passará a pedir desculpas constantemente e desejar ser alguém diferente. Você desejará ser alguém que agrada os outros ou negará todos os sentimentos que existem em dentro de si. Esses sentimentos, bons ou ruins são extremamente importantes, pois eles fazem ser quem você é e você aprende com cada um deles.

Por fim, você se apagará e desistirá de você no momento em que mais precisa. O pior? Você se culpará por isso também. Você sentirá que foi fraco demais e que não devia ter sofrido ou se entregado.

dont-give-up

Perdoe-se.

Dificuldades acontecem, você não é responsável pelas atitudes dos outros, você tem direito de sofrer, ter medos e inseguranças. Você não é indestrutível.

Perdoe-se.

Não há porque se culpar por ter comido demais ou de menos quando teve crise de ansiedade ou por ter evitado sair de casa quando teve crise de pânico. Você não tem culpa por chorar. Seres humanos choram.

Perdoe-se.

Se você cometeu erros (que não sejam contra a lei né plmrdds), pois não conseguiu controlar as suas emoções ou agiu de forma diferente do que gostaria naquele momento é porque tinha que acontecer. Você erra porque tem que aprender com isso. Tudo bem se arrepender, mas não se culpe para sempre por isso. Já foi. Já aconteceu. Agora é passado.

Perdoe-se.

Você não deve se sentir culpado por desistir de si mesmo uma, duas ou dez vezes. Os desafios às vezes são grandes demais e todos os seres humanos têm limites, se você atingiu o seu uma, duas ou dez vezes é normal que você sinta impotência diante a vida. Tudo tem um tempo de duração e luto ou tristeza por decepções ou perdas da vida também têm. Por isso sofra se necessário, mas perdoe-se.

Acredite. As fases ruins passam e você tem capacidade de sobreviver a elas. Isso será muito mais fácil se você aprender a perdoar a si próprio.

Perdoe-se. Cuide-se. Levante-se mais uma vez.

breakfastclub6

E jamais esqueça: ame-se acima de tudo. 

Você vai melhorar.

Comentários

Por

Ana De Cesaro

em 9 de outubro de 2016

Comentários